Entrevista a Juvenal Reinolds, Senior Consultant

 

Ligamos para si gratuitamente

TELETRABALHO – Anturio Always ON!
25 Março, 2020

Antes de iniciarmos, por favor fala um pouco sobre o teu percurso na Anturio.

O meu percurso na Anturio teve inicio em Julho de 2017, após ter sido convidado pelo Duarte Freitas, CEO, que me desafiou a fazer parte deste Projeto, nomeadamente na Madeira.

A Integração na Equipa foi fácil, pois tínhamos trabalhado juntos durante vários anos. No entanto, não deixava de ser um novo desafio, o que gera sempre alguma dúvida do que virá e de que forma me adaptaria, uma vez que é sempre uma mudança e uma saída da nossa zona de conforto.

Um receio que tive, surgiu no contexto da adaptação que seria necessária, visto que a média de idades dos meus colegas situava-se na casa dos trinta anos. Porém, esta preocupação provou-se escusada, pois encontrei uma excelente Equipa com grande espírito de entreajuda e de cooperação, com aquela irreverência própria da idade e que simultaneamente é contagiante e motivante.

Hoje, sinto-me perfeitamente integrado e identificado com este Projeto e Equipa.

Estás na empresa desde 2017, desde então o que mudou na tua vida? Como tens contribuído para o sucesso da empresa?

A Anturio demonstra uma grande preocupação em proporcionar tempo necessário aos colaboradores para que estes mantenham uma vida social, respeitando horários estabelecidos para que a sua vida não seja apenas de trabalho, algo que é bastante usual no mundo da Informática em Portugal. Foi, efetivamente, uma mudança significativa a nível pessoal, já que ganhei tempo que era anteriormente passado em trabalho, e atualmente utilizo-o em prol do meu bem estar, pois comecei por ter tempo disponível para me dedicar ao exercício físico, socialização e a própria vida pessoal, o que proporciona um maior equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Relativamente à segunda parte da questão, tenho sempre alguma dificuldade em falar de mim próprio, mas julgo de alguma forma ter contribuído para o sucesso que a Anturio tem vindo a registar, designadamente ao nível da Consultadoria e Implementação de ERPs – Software de Gestão nas empresas, nomeadamente o Software da PHC com o qual trabalho há 22 anos, um software que nos permite dar azo à imaginação na procura das melhores soluções para a Gestão das Empresas. Sinceramente é das áreas que mais me fascina neste Universo Digital, idealizar soluções que ajudem as empresas na sua Gestão, Operação e consequentemente no Apoio às Tomadas de Decisão.

Na tua perspetiva o que faz da Anturio uma excelente empresa para se trabalhar?

A Anturio possui várias características que fazem com que efetivamente seja uma excelente empresa para se trabalhar designadamente, na área de implementação de ERPs. Desde logo, conta com uma excelente Equipa altamente motivada, multidisciplinar e multi-geracional com um grande sentido de responsabilidade e profissionalismo. Um dos valores da Anturio, a ousadia, muito assumida pelo Duarte Freitas, faz com que o dia-a-dia se paute por desafios constantes, o que por si só faz com que a motivação esteja sempre presente. Em termos da formação é um processo contínuo, pois os desafios com que nos deparamos assim nos obriga.

Por outro lado, como anteriormente referi, é uma empresa em que as pessoas e as suas vidas são sempre uma preocupação, proporcionando sempre momentos de socialização, desde o Happy Hour Mensal à própria disponibilidade de tempo livre para as nossas vidas pessoais.

Quais são os maiores desafios e oportunidades que o negócio enfrenta?

No meu ponto de vista, este negócio possui vários desafios desde a necessidade constante dos ERPs responderem às exigências contabilísticas e fiscais, a interação cada vez maior entre os mais variados sistemas, pois hoje e cada vez mais, tudo é digital e global, o que impõe que a comunicação entre sistemas nacionais e internacionais tenha de ser cada vez mais ágil e fácil. Por outro lado, a enorme variedade de dispositivos de hardware com os quais os ERPs têm necessariamente de coabitar, exige uma multiface dos mesmos, por vezes complicada de alcançar. Em termos de qualidade e quantidade de ERPs, a oferta é cada vez maior, não esquecendo também a necessidade constante da excelência ao nível dos recursos humanos, uma vez que o ROI (Return Of Investment) da implementação de um projeto é sempre um dos fatores de maior importância no momento da decisão de adjudicação.

Em termos de oportunidades são inúmeras, desde a substituição de soluções instaladas mas que não acompanham esta evolução constante, a complementaridade de soluções atualmente implementadas, a capacidade de adaptação de soluções à realidade de cada empresa de modo às empresas poderem responder aos desafios com que se deparam diariamente, fazendo com que sintam que o software faz parte integrante da organização, sendo um instrumento fundamental pelos benefícios que traz e não propriamente como uma mera ferramenta imposta apenas para cumprimento de aspetos fiscais.

Qual dos 5 valores, é aquele que mais te identificas? E de que forma?

Não tenho dúvidas que é a Paixão. Felizmente, tenho tido sempre ao longo da minha vida a possibilidade de fazer o que gosto. O facto de gostar imenso do que faço, faz com que encare e aproveite sempre cada projeto como uma oportunidade de aprendizagem, quer técnica, quer pessoal e não apenas como mais uma simples tarefa quetem ser executada. Para mim, após 30 anos de carreira, afirmo que trabalhar de uma forma apaixonada é a minha forma de ser e estar.

Porque és feliz na Anturio e como vês o teu futuro na empresa?

Porque tenho por um lado, o privilégio de colaborar numa empresa onde existem cuidados como os que já referi anteriormente, e por outro, sendo um dos maiores parceiros da PHC, marca com que me identifico plenamente e visto com muito orgulho a camisola que me tem proporcionado ao longo da minha carreira um grande crescimento profissional e pessoal, e que de certeza estará sempre presente. Antes de terminar, queria agradecer à Direção da Anturio pela confiança que tem depositado em mim desde o início desta caminhada. Em relação ao futuro, é sempre uma incógnita. No entanto, não consigo imaginar algo que não passe sempre por um aperfeiçoamento constante das competências profissionais e pessoais, sempre em sintonia com as estratégias delineadas pela empresa no sentido de fortalecer cada vez mais a relação profissional e de confiança entre mim e a Anturio.

Get to Know you Better

1- O que querias ser quando eras pequeno?

Empresário.

2- Qual é o teu livro preferido?

Até o Silêncio tem um Fim - Ingrid Betancourt

3- Que série de televisão que mais vês?

Narcos, embora vejo mais filmes.

4- Qual é a tua maior paixão?

A vida.

5- E a tua maior virtude?

Tolerância.

6- Para umas férias, prefere praia ou montanha?

Praia.

7- O que te falta aprender?

A vida é uma aprendizagem continua, no entanto, posso especificar que tenho tido alguma dificuldade em lidar com a falta de humildade.

8- Uma frase que te defina

Pessoa calma, ponderada e apaixonada pelo que faz.

9- Qual é o teu prato gastronómico favorito?

Bacalhau à Lagareiro.

10- De manhã, não és tu mesmo até que…

Tome o primeiro café.

11- Se tivesses que pôr música, seria uma canção de…

Pop-Rock.

12- Uma cidade que, para ti, é cativante e porquê?

Viena, devido a arquitetura patente assim como o ambiente que se sente.